• Paula Mai

Retomada econômica: Banco da Mulher já liberou mais de R$ 1,4 milhão em empréstimos subsidiados

O Banco da Mulher, foi criado pelo Governo municipal em 2020, para incentivar o empreendedorismo feminino. Desde sua criação 248 mulheres já foram beneficiadas com a liberação de R$ 1.433.800,00

Criado com o propósito de fomentar o empreendedorismo feminino, o Banco da Mulher Cascavelense (BMC) se transformou em uma importante ferramenta na retomada econômica e tem auxiliado empreendedoras ao conceder empréstimos subsidiados às empresas administradas por mulheres.

Os empréstimos também podem ser feitos por mulheres que ainda não formalizaram empresas e estão buscando a abertura de um negócio, mesmo ainda na informalidade.

Desde sua criação 248 mulheres já foram beneficiadas com a liberação de R$ 1.433.800,00.

Os juros dos empréstimos são totalmente subsidiados pelo Município de Cascavel. “Hoje, o credenciamento vigente prevê um valor de até R$ 1 mil para pessoas físicas, R$ 5 mil para microempreendedoras individuais e R$10 mil para empresas de pequeno porte, mas já estamos trabalhando em um segundo credenciamento e este terá um aumento na linha de crédito, o que possibilitará a empresária fazer uma tomada de R$ 2 mil, para pessoas físicas, MEI R$ 7 Mil e Microempresa e Empresa Pequeno Porte até R$12 mil”, disse a secretária de desenvolvimento econômico, Hivonete Piccoli.

A empresária Camila Araújo sempre sonhou em empreender. Formada em Administração de empresas, ela esperava um oportunidade para ter o próprio negócio e viu no Banco da Mulher a oportunidade. “O crédito fez toda a diferença na minha decisão. Da forma como é ofertado, o parcelamento, juros, tudo contribui para o empreendedorismo”, avalia.

Para Camila Araújo, o Banco da Mulher foi um pontapé inicial, o grande incentivador na abertura da empresa, em plena pandemia. “Projetos como estes fazem diferença na vida das mulheres. O que mais chama atenção neste projeto é o prazo de pagamento das parcelas e os juros acessíveis”, afirma.

Acesso

Para ter acesso ao programa, as mulheres precisam procurar um dos pontos de atendimento instalados na sala do empresário, no Paço Municipal, Espaço Empreender situado no Quiosque no centro da cidade (Avenida Brasil com a rua Sete de Setembro) na Sala de Atendimento na Região Norte e na Van Itinerante do Banco da Mulher. “Este programa fortalece a economia, dá suporte para que a mulher tenha a oportunidade empreender. Temos tido muitas mulheres formalizando suas empresas, sem contar que o programa prevê o prazo de 36 meses para fazer o pagamento. Neste período de pandemia, o Banco da Mulher Cascavelense se tornou mais uma ferramenta da retomada econômica em Cascavel”, concluiu a secretária de Desenvolvimento Econômico.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo