• Alexandra Oliveira

Mais de 197 milhões de litros de água foram utilizados do Lago para abastecer Cascavel

A falta de chuvas regulares vem provocando uma série de consequências, em especial aos rios que abastecem o Município de Cascavel. De acordo com os dados pluviométricos, no mês de agosto choveu apenas 45 milímetros; porém, a estiagem vem “castigando” a cidade desde o mês de julho, quando não foi registrado nenhum volume pluvial.


O reflexo disso veio para o reservatório do Lago Municipal, o qual foi aberto pela Companhia de Saneamento do Paraná (SANEPAR) em 2 de agosto para manter o abastecimento de água aos munícipes. Em quantidade de litros consumidos, a companhia utilizou aproximadamente 197 milhões, 160 mil litros de água durante este mês.


O Lago Municipal possui 4 bilhões de litros armazenados. De 2 de agosto a 31, o nível baixou 53,34 centímetros.


Diante desse quadro, a Prefeitura de Cascavel decretou no dia 26, a situação de emergência por causa da estiagem. Com o decreto, a prefeitura intensifica diversas ações para atendimento às famílias carentes, com o apoio do Governo do Estado.


“A Secretaria Municipal do Meio Ambiente, sob a liderança do secretário Nei Hamilton Haveroth e também do prefeito Paranhos, trabalham constantemente no tema sustentabilidade, cuja palavra remete-nos a economizar água neste momento de estiagem.


O cultivo de plantas catalogadas dentro do Plano Municipal de Arborização, o cuidado com as nascentes, a preservação das margens de córregos, rios e arroios fazem parte da ação coletiva entre poder público e população para que possamos atrair a pluviometria esperada à nossa região”, destacou o Diretor de Conservação Ambiental e Estar Animal, Ailton Martins Lima.


“Por isso, vamos fazer a nossa parte em nossas casas: aproveite a água da máquina de lavar para a limpeza dos quintais; evite a lavagem de automóveis, entre outras ações simples do dia a dia”, finalizou.


(Texto Leandro Bruning)



20 visualizações0 comentário