• Paula Mai

Fiscalização de regras contra covid passa por academias e distribuidoras

Foram 42 visitas realizadas pela equipe da Força-tarefa, ontem. No total, 737 estabelecimentos e espaços públicos tiveram abordagens desde a semana passada.

Mais servidores do município de Cascavel reforçaram o grupo que fiscaliza o cumprimento das restrições previstas pelo governo do Paraná para frear a taxa de contaminação por covid-19 no estado.

O objetivo é continuar as orientações sobre as regras, coibir aglomerações e atuar contra irregularidades nesta fase de emergência.

Na tarde e noite de terça-feira (16) as equipes percorreram mercados, mercearias, bares, restaurantes, distribuidoras de bebidas, lojas de departamentos e academias, em todas as regiões da cidade.

Foram 42 visitas realizadas pela equipe da Força-tarefa, ontem. No total, 737 estabelecimentos e espaços públicos tiveram abordagens desde a semana passada.

Para evitar aglomeração, comerciantes estão sendo orientados a controlar a entrada de consumidores, especialmente em horários de pico. Caso sejam comprovadas irregularidades, multas podem ser aplicadas. As academias também estão na rota dos fiscais que checam o limite de 30% da ocupação e o funcionamento que é permitido de segunda a sexta-feira entre 6h e 20h. Na maioria, o serviço está adequado com disponibilidade de diversos frascos de álcool em gel, produtos para limpeza dos equipamentos e exigência do uso da máscara entre os alunos.

Ontem o Governo do Estado prorrogou até 1º de abril as medidas restritivas que estão em vigor no Paraná desde o último dia 10. Com isso, serão mais 16 dias de restrições de circulação e regras mais rígidas.

Continua em vigor a proibição da venda e consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público e coletivo entre 20h e 5h.

A avaliação da secretária de Desenvolvimento Econômico de Cascavel, Hivonete Piccoli é bastante positiva já que a ação produz sentimento de solidariedade entre os servidores que também se sacrificam para combater a proliferação do vírus “O volume de fiscalização cresce com mais servidores se engajando na ação. É uma medida para preservar vidas”, ressaltou Hivonete.

8 visualizações0 comentário