• Alexandra Oliveira

Desrespeito aos decretos vigentes leva a interdição de mais cinco estabelecimentos

Fiscalização que tem como alvo desacelerar os casos de Covid-19 aconteceu de quinta a domingo em todas as regiões da cidade


O Município de Cascavel deu sequência, durante o fim de semana, a fiscalização aos decretos de enfrentamento à Covid-19 que estão em vigor.


Durante quatro dias, as equipes percorreram bairros de Cascavel para combater eventos clandestinos e coibir irregularidades.


A Vigilância Sanitária interditou cinco locais e sete foram autuados.


Os fiscais encontraram festa julina com aglomeração de pessoas, frequentadores de casas noturnas que não usavam máscaras, pista de dança e estabelecimentos abertos fora o horário permitido.


O último decreto flexibilizou o horário de funcionamento, no entanto o que se observou é que alguns locais ainda cometem irregularidades e muitos frequentadores que descumprem as medidas para evitar a proliferação da Covid-19. Durante a ação no fim de semana, uma festa julina que acontecia na área rural foi encerrada e a chácara interditada.


As denúncias da população seguem sendo fundamentais para coibir irregularidades. Os moradores podem denunciar 190 da Polícia Militar e 156 da Prefeitura.


“O objetivo da ação não é aplicar multa, mas sim evitar que eventos irregulares aconteçam e coibir comportamentos em desacordo com momento de pandemia. Queremos salvar vidas”, diz a gerente Vigilância Sanitária, Leyde Peder.


Os espaços interditados responderão a um processo administrativo, e posteriormente serão analisadas as justificativas e adequações necessárias para reabertura. O lacre somente será retirado após autorização das autoridades sanitárias.


Foram mais de 50 locais vistoriados no total. A fiscalização é realizada por servidores do município, fiscais da Vigilância Sanitária, Setor de Alvará, e conta com apoio da Guarda Municipal e Polícia Militar.




73 visualizações0 comentário