• Luiz da Cruz

Cascavel reafirma compromisso em salvar o maior número de vidas

A Secretaria de Saúde de Cascavel apresentou, nessa terça-feira (7), mais um informativo que demonstra a efetividade das estratégias tomadas para o enfrentamento à Covid-19.

Desde fevereiro deste ano, o objetivo de salvar o maior número de vidas vem sendo uma constante no que tange a oferta de serviços exclusivos para atendimento aos pacientes sintomáticos, realização de testes e encaminhamento à macrorregulação para o acesso aos leitos hospitalares destinados ao tratamento contra a doença.

Em um informativo que consta os dados de municípios de diferentes estados brasileiros e com o número de habitantes semelhante aos do município de Cascavel, a taxa de letalidade mostra-se inferior a 4,1%, considerada pelo Ministério de Saúde como a média nacional.

Cascavel, segundo o Boletim Informativo dessa terça-feira (8) tem 3708 casos confirmados de Covid-19 e 64 óbitos (letalidade de 1,7%). No entanto, 3222 pacientes (86,8%) já recuperados por cumprirem o isolamento social de 14 dias conforme orientações do Ministério da Saúde.

“O comparativo com outras cidades brasileiras do porte de Cascavel é importante como forma de prestar contas à população de que as ações tomadas estão efetivamente no combate à Covid-19. A barreira mecânica, como o uso de máscaras, higienização das mãos, isolamento e distanciamento social devem permanecer no dia a dia das pessoas”, destacou o secretário municipal de saúde, Thiago Daross Stefanello.

Comparativo da Taxa de Letalidade de Cascavel com outras 14 cidades do mesmo porte:

- Se Cascavel tivesse a taxa de letalidade de Petrópolis-RJ (7,10%) teríamos hoje 263 óbitos;

- Se Cascavel tivesse a taxa de letalidade de Taubaté-SP (5,60%) teríamos hoje 207 óbitos;

- Se Cascavel tivesse a taxa de letalidade de São José dos Pinhais-PR (5,20%) teriamos hoje 192 óbitos;

Diariamente a Secretaria de Saúde de Cascavel analisa as projeções de casos confirmados de Covid-19, como forma de embasar as ações para o enfrentamento ao novo coronavírus.

“A comunidade científica continua a buscar uma vacina com a participação não só dos grandes laboratórios internacionais, mas também a com participação das autoridades brasileiras, através de órgãos governamentais e acadêmicos. Até lá, não podemos relaxar com as medidas preventivas de proteção entre as pessoas”, finalizou Thiago.

1,531 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 Secretaria de Comunicação Social de Cascavel