• Paula Mai

Cascavel mantém sistema rígido de controle das vacinas contra a Covid-19

Denúncias podem ser feitas pelo 156, porém até agora não houve irregularidades

Cascavel recebeu até agora 11.115 doses de vacina 11.161 doses de vacina (6.451 CoronaVac e 4.710 AstraZeneca). Até agora, duas remessas foram destinadas ao município e na semana que vem mais doses estão previstas para chegar.

As equipes de vacinação contra a Covid-19 da secretaria de saúde (Sesau) já imunizaram idosos acima de 60 anos abrigados, os acamados acima de 80 anos, deficientes institucionalizados com mais de 18 anos, e agora prosseguem os trabalhos com os profissionais da área da saúde que engloba a maior parte do público alvo. “São pelo menos 14 mil pessoas entre médicos, enfermeiros, técnicos, fisioterapeutas, recepcionistas, psicólogos, assistentes sociais, serviço geral, estagiários, acadêmicos, é muita gente”, afirma secretário Thiago Stefanello.


Segunda fase

Cascavel vai vacinar os idosos de modo geral na segunda fase da campanha. O secretário de Saúde informa que isso somente acontece após encerrar a imunização dos profissionais da saúde.

Os idosos serão convocados de forma gradual, de maneira regressiva, começando por idosos acima de 80, depois de 79 a 75 anos e assim subsequente (74 a 70 anos, 69 a 65 anos).

O secretário de Saúde reitera que a população, de modo geral, não deve procurar unidades de saúde para se vacinar.

Os profissionais da Sesau já percorreram as instituições de longa permanência de idosos e visitaram pessoas acamadas, em suas residências, para fazer a imunização. Os trabalhadores da saúde estão sendo convocados de acordo com o plano municipal de vacinação contra o coronavírus.

Familiares que tiverem idosos com mais de 80 anos acamados que ainda não foram vacinados devem entrar em contato com a UBS mais próxima e fazer o pedido de vacinação.


Volta às aulas

As vacinas não serão aplicadas em crianças e adolescentes. “Pessoas abaixo de 18 anos não serão imunizadas, esse grupo não foi testado. Os estudos mostram que não há potencial de transmissão entre esse grupo” reforça Stefanello.

O prefeito Leonaldo Paranhos está encabeçando um movimento por meio da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) para garantir a vacinação de professores, porém “isso depende do Ministério da Saúde que define a ordem de vacinação, mas a ação é para garantir a imunização de todos os docentes antes do retorno às aulas”, diz Stefanello.

Denúncias chegam a todo momento, mas em Cascavel não aconteceram casos de 'fura-fila' na vacina da Covid. “Denúncias podem ser feitas pelo 156, porém o controle é muito rígido para evitar irregularidades”.

“A vacina é eficaz, mas ainda precisamos evitar aglomerações, usar máscara e seguir os cuidados, pois somente em agosto todo o público alvo deve estar vacinado e a expectativa para que tudo seja normalizado”, finaliza o secretário.