• Luiz da Cruz

Ações da Saúde contribuem para a redução de novos casos de Covid-19 em frigoríficos


A Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou um gráfico que mostra como os casos do novo coronavírus se comportaram dentro dos frigoríficos, em Cascavel. Ações de orientação, fiscalização e medidas preventivas desencadeadas pela Vigilância Sanitária (Visa), Vigilância Epidemiológica (Viep) e pela Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat) foram essenciais para a redução do número de novos infectados.

Os frigoríficos empregam um grande número de trabalhadores no Brasil, e também em Cascavel. No município há dois de grande porte, acima de 500 trabalhadores. Essas empresas possuem ambientes propícios para disseminação da Covid-19 por apresentar concentração de trabalhadores em ambientes fechados, com baixa taxa de renovação de ar, baixas temperaturas, umidade e com diversos postos de trabalho sem o distanciamento mínimo de segurança, além da presença de diversos pontos de aglomeração de trabalhadores, tais como: transporte coletivo, refeitórios, salas de descansos, salas de pausas, vestiários, dentre outros.

A maioria dos casos ficou concentrado de 10 de maio a 6 de junho, sendo o pico registrado na semana 21 (17 à 23 de maio), quando 70 trabalhadores foram confirmados com a Covid-19. Desde o mês de maio o Departamento de Vigilância em Saúde, vem desencadeando ações de fiscalização e orientação, solicitando aos frigoríficos as medidas preventivas conforme preconiza as normas da Secretaria Estadual de Saúde e o Ministério da Saúde.

Entre as medidas de mitigação de casos estão:

• sistemas de escalas de trabalho com vistas a reduzir fluxos, contatos, aglomerações e o número de trabalhadores por turno;

• distância de no mínimo de 1,5 metro entre os trabalhadores nos postos de trabalho e nas áreas de circulação e convivência;

• Reorganizar os horários de entradas e saídas, o acesso aos vestiários, e os horários de refeições, pausas térmicas e psicofisiológicas, de modo a evitar contatos, horários de pico e aglomerações de trabalhadores, garantindo-se que os trabalhadores mantenham distância de no mínimo, 1,5 metro;

• disponibilizar álcool gel 70% para desinfecção das mãos

• Proibir os trabalhadores de utilizarem equipamentos dos colegas de trabalho ou compartilharem equipamentos, como fones, aparelhos de telefone, rádios, cronômetros, cinturões de segurança, talabartes, máscaras faciais, entre outros;

• Higienizar, após cada uso, as áreas de grande circulação de pessoas e as superfícies de toque (cadeiras, maçanetas, portas, corrimão, apoios em geral);

• Fornecer aos seus empregados EPI´s e EPC´s indicados pelas autoridades de saúde (incluindo aos profissionais de saúde do SESMT), de acordo com as orientações mais atualizadas;

• Garantir treinamento e orientação sobre uso, remoção e descarte, bem como sobre a higienização das mãos antes e após seu uso;

• Realizar a limpeza e lavagem dos EPI´s e uniformes dos trabalhadores;

Transporte de trabalhadores

Além das medidas citadas, também foram solicitadas medidas em relação ao transporte de trabalhadores, e reforço da busca ativa de trabalhadores com sintomas característicos de covid-19 ou contato domiciliar com caso suspeito.

A adoção de medidas de prevenção aplicadas nos ambientes de trabalho e no transporte dos trabalhadores aliadas a adoção de triagem e monitoramento dos trabalhadores sintomáticos e contactantes vêm contribuindo para o isolamento precoce de eventuais casos positivos.

O Departamento de Vigilância em Saúde mantém a continuidade do trabalho orientativo e fiscalizatório junto às empresas, mesmo com a redução dos casos. O objetivo é garantir que, em tempos de pandemia, a atividade econômica mencionada possa seguir exercendo suas atividades com segurança.

304 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 Secretaria de Comunicação Social de Cascavel